Blog o Morango do Nordeste -

“Sou Candidato sim e CANTANHEDE é 12!!!!!” Diz José Martinho o (kabão)

Com o altíssimo nível de rejeição dentro do município a equipe de comunicação da prefeitura de Cantanhede na gerência do coordenador de comunicação e utilizando o blog local, tratou de criar inúmeros fatos para tentar frear o crescimento do outro grupo.

Não respeitando as leis vigentes e fazendo uma política suja que na cidade o próprio grupo do prefeito se intitula como “política do bem”, o grupo partiu para o ataque, criando uma enxurrada de Fake News na tentativa de se fazer melhorar a imagem do prefeito Marco Antônio (Ruivo) e abalar candidatura de José Martinho (Kabão).
 
Só que ontem com a decisão expedida pela justiça em que deu parecer favorável a candidatura de José Martinho, fez com que o grupo do famoso prefeito Guaxinim levasse um banho de água fria. Baixe a decisão nesse link
 
Agora vem outros capítulos nessa história que envolve Fake News e impugnação, uma é a notícia de que: Candidaturas de Ruivo, Elvy e de todos os vereadores da coligação “A Vontade do Povo” devem ser anuladas a qualquer momento pela Justiça, outra é um processo contra o blog local que até a data de hoje vive espalhando Fake News na internet.
 
Vale lembrar que o compartilhamento de Fake News é crime, conforme pode ver abaixo:
 
“Divulgação de notícia falsa
 
Art. 287-A – Divulgar notícia que sabe ser falsa e que possa distorcer, alterar ou corromper a verdade sobre informações relacionadas à saúde, à segurança pública, à economia nacional, ao processo eleitoral ou que afetem interesse público relevante.
 
Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa, se o fato não constitui crime mais grave.
 
§ 1º Se o agente pratica a conduta prevista no caput valendo-se da internet ou de outro meio que facilite a divulgação da notícia falsa:
 
Pena – reclusão, de um a três anos, e multa, se o fato não constitui crime mais grave.
 
§ 2º A pena aumenta-se de um a dois terços, se o agente divulga a notícia falsa visando a obtenção de vantagem para si ou para outrem”.

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*