Blog o Morango do Nordeste -

Petistas decidirão neste final de semana o rumo do partido na sucessão municipal

Além da tese, filiados também irão decidir os nomes que representarão o PT nas eleições municipais de 2020


O fim da novela quanto ao caminho que o PT seguirá nas eleições municipais em 2020 chegará ao fim neste final de semana. No sábado(01), das 09:00 as 13:00, via plataforma zoom, os filiados do Diretório e Executiva Municipal, sob a presidência do vereador Honorato Fernandes – estarão reunidos no encontro de tática eleitoral e, ao final, decidirão se o partido irá lançar candidatura própria e/ou compor com outra sigla e qual seria.

Além dos membros do Diretório, que terão direito a voz e voto, também participarão do encontro convidados, dirigente nacional, os parlamentares petista na Assembleia Legislativa e Câmara dos deputados e, ainda, secretários e candidatos(a) a vereador(a).

Já no domingo(02), no mesmo horário e local, acontecerá a plenária para a escolha dos nomes que representarão a sigla tanto nas eleições majoritária quanto proporcional. Os filiados deverão aprovar os nomes do pré-candidato a vereador, podendo chegar ao número máximo de 47, bem como quem será o candidato(a) a prefeito(a)(candidatura própria) ou vice-prefeito(a)(aliança).

*ALIANÇA COM O PCDOB*
Tudo indica que no sábado a tese da aliança com o PCdoB deverá ser vitoriosa. As principais correntes já se posicionaram neste sentido e o grande debate ficará em torno da indicação do vice. Nos bastidores, o nome de três filiados aparecem na disputa: do vereador Honorato Fernandes, da dirigente nacional Crisciele Muniz e do suplente de deputado estadual Henrique, entretanto, na disputa interna, o favoritismo recai sobre Honorato, pois agrada a chapa de candidatos à eleição proporcional.

Rubens destaca inauguração da praça do Cohatrac, revitalizada durante sua gestão na Secid

O deputado federal licenciado e pré-candidato a prefeito de São Luís, Rubens Jr (PCdoB), utilizou suas redes sociais para destacar a inauguração da revitalização da Praça Nossa Senhora de Nazaré, no Cohatrac, inaugurada na última semana, pelo secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano do Maranhão (Secid), Raimundo Reis.

“Este espaço marcou minha história, afinal, foi lá que comecei a namorar a minha esposa Tereza Nunes. Alguns anos depois, como secretário Secid, e por determinação do governador Flávio Dino, tive o privilégio de executar essa obra. Totalmente revitalizada, a praça voltou a ser um espaço de lazer e convívio social. Nosso desejo que é São Luís ofereça mais equipamentos públicos como este para os ludovicenses”, comemorou Rubens.

Dentre as intervenções realizadas, estão a instalação de equipamento para acesso internet; espaço aberto para a realização de eventos; reforma do salão de eventos com banheiro acessível; construção de concha acústica; construção de praça de alimentação; espaços de vivência com grafite, área de jogos e playground; adequação de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida; instalação de novos mobiliários (bancos, lixeiras); melhor iluminação e implantação de academia de saúde.

O ex-secretário e pré-candidato a prefeito da capital, afirmou a Secid fez o melhor para que a praça ficasse adequada aos usuários que frequentam. “O projeto manteve todas as árvores porque valorizamos o meio ambiente, ao mesmo tempo, trazer novos espaços para eventos”, finalizou.

Rubens foi secretário da Secid até julho, quando se desincompatibilizou para ser pré-candidato a prefeito pelo PCdoB, mesmo partido do governador Flávio Dino. Atualmente, já possui em seu grupo de apoio os partidos PP, Cidadania, PMB e DC. Lideranças petistas já declararam apoio à Rubens, o que indica que o PT também deverá se somar ao projeto do PCdoB nas eleições de São Luís.

Eduardo Braide faz aliança ‘desconfortável’ com dois partidos sarneisistas

_PSD, de Edilázio – genro de Nelma Sarney; e PSC, de Aluísio Mendes – que foi guarda-costas do presidente José Sarney vão fortalecer palanque do pré-candidato do Podemos_

O direito de ocupar, por quatro, o Palácio de La Ravardière, sede da prefeitura de São Luís, poderá ser disputado por doze candidatos na eleição municipal deste ano. A corrida eleitoral, entretanto, dá sinais de que será marcada também pela divisão do grupo de apoio e de afilhados políticos do ex-presidente e senador da República José Sarney (PMDB).

Sem uma orientação da preferência de Sarney na disputa à prefeitura, seus simpatizantes lançaram ou apoiam pré-candidatos concorrentes ao executivo municipal. E essa disputa fica mais evidentes quando se analisa a manifestação de apoio dos partidos aos postulantes.

Dos nomes que já se lançaram na pré-campanha, rumo à batalha majoritária, dois deles chamam a atenção: Adriano Sarney (PV) e Eduardo Braide (Podemos). O primeiro estaria sendo usado pelo segundo para ‘enganar’ o eleitorado sobre o apoio dos aliados do ex-presidente à sua pré-candidatura que lidera, momentaneamente, as pesquisas na capital.

O problema, entretanto, é que a ‘mentira tem perna curta’ e verdade logo apareceu. Por mais que tente negar, Braide fez, sim, uma aliança ‘desconfortável’ com dois partidos sarneisistas. O primeiro é o PSD, do deputado federal Edilázio Júnior, que por sua vez, é genro da desembargadora Nelma Sarney.

Já o segundo partido é o PSC, do também deputado federal Aluísio Mendes, que foi guarda-costas de José Sarney quando ele era presidente do Senado e secretário de Estado de Segurança Pública no Maranhão durante a gestão de Roseana Sarney.

Por tanto, por mais que tente negar, Eduardo Braide contará com o grupo Sarney em palanque nas eleições deste ano. O registro é importante por um detalhe: “quem ganhou o bônus… tem que assumir o ônus”!

OAB/MA ENTREGA PROJETOS DE LEI QUE FAVORECEM O EXERCÍCIO PROFISSIONAL DA ADVOCACIA NA GRANDE ILHA PARA O PREFEITO DE SÃO LUÍS

O presidente da OAB Maranhão, Thiago Diaz, acompanhado do presidente da Comissão de Acompanhamento ao Legislativo, Rômulo Chagas, e do membro da Comissão de Prerrogativas, Bruno Diaz, esteve reunido com o Prefeito Edivaldo Holanda Júnior, na sede da Prefeitura, para apresentar e entregar projetos de Lei que visam garantir o exercício profissional da advocacia no âmbito da administração pública municipal de São Luís. Cada projeto será encaminhado à Câmara Municipal para análise e votação.

“Os projetos criados pela OAB Maranhão, após estudos feitos pela Comissão de Acompanhamento ao Legislativo, levaram em consideração, dentre outras questões, por exemplo, a recusa constante de órgãos municipais em assegurar o exame aos autos de processos administrativos aos profissionais da advocacia que não estejam portando procuração. Em função do relevante e fundamental serviço prestado pela advocacia, apresentamos medidas que garantam o suprimento de necessidades no âmbito da administração pública municipal, relacionadas a consultas, prazos, atendimento prioritário, autenticação de documentos e inclusão de vagas no Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais de São Luís”, explicou o presidente da OAB Maranhão, Thiago Diaz.

Uma das questões apresentadas pelos representantes da OAB ao Prefeito foi para que a advocacia tenha urgência para atuar nos processos municipais. “Quando o profissional da advocacia declarar urgência, poderá atuar no processo já como advogado daquele jurisdicionado, sem apresentar procuração. Para tanto, o advogado terá um prazo de cinco dias para que apresente essa procuração”, afirmou Thiago Diaz.

Ao todo, a Seccional da Ordem entregou cinco projetos ao Prefeito Edivaldo Holanda Jr.. O primeiro deles, garante que, no momento de consulta aos processos que tramitam no âmbito municipal, advogadas e advogados não precisem apresentar procuração de quem está representando, de fato, o cliente. “Apresentamos projetos de lei voltados para o exercício profissional dos advogados e advogadas na Grande Ilha. Os cinco PL’s, pensados e elaborados em conjunto com o presidente Thiago Diaz, visam garantir a plena atuação dos profissionais no âmbito da Administração Pública Municipal de São Luís. Os projetos serão encaminhados à Câmara Municipal para análise e votação”, afirmou Rômulo Chagas, presidente da Comissão de Acompanhamento ao Legislativo da OAB/MA.

O segundo Projeto apresentado, trata sobre os prazos processuais. Atualmente, esses prazos, que correm no âmbito da administração pública municipal, ainda são em dias corridos. Este projeto sinaliza que eles sejam corridos em dias úteis, tanto para o processo administrativo, quanto para a sindicância e inquérito. O projeto diz respeito também ao período forense, compreendido entre os dias 20 de dezembro e 20 de janeiro, para que, entre esses dias, não sejam contados os prazos processuais para esses processos administrativos.

O terceiro projeto, por sua vez, está relacionado ao atendimento prioritário à advocacia nas dependências de órgãos da administração pública municipal. O projeto leva em consideração a relevância dos serviços prestados pela advocacia observando que as prerrogativas do advogado estão definidas em lei federal – Lei 8.906/94 – sendo concebidas com o propósito de viabilizar a defesa dos direitos fundamentais.

Nesse ponto, a OAB destaca ainda o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), ao julgar HC de nº 98.237, asseverou que “as prerrogativas profissionais não devem ser confundidas nem identificadas com meros privilégios de índole corporativa, pois se destinam, enquanto instrumentos vocacionados a preservar a atuação independente do advogado, a conferir efetividade às franquias constitucionais invocadas em defesa daqueles cujos interesses lhe são confiados”.

Pensando na paridade que já é prevista no Código de Processo Civil e na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), é que a OAB Maranhão idealizou o quarto projeto, que fala sobre a Autenticação de documentos feitas pelo advogado nos processos em que ele atua, pedindo que haja apenas uma declaração do profissional de advocacia, afirmando que aquele documento é verdadeiro e que condiz com o original.

“Este é mais um projeto muito importante, pois nós estamos pedindo a paridade do que já está previsto no Código de Processo Civil e também na CLT, que é justamente essa autenticidade de documentos feita pelos advogados”, informou Rômulo Chagas.

Por fim, foi apresentado o quinto projeto, que sugere a inclusão de duas vagas (titular e suplente) no Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais de São Luís. Assim, OAB fará parte da composição, tendo assento nesse tribunal de segunda instância.

“Não poderia deixar de agradecer ao Prefeito Edivaldo Holanda Jr. Pelo comprometimento com a advocacia e por em encaminhar os PL’s para julgamento e aprovação na Câmara; bem como ao Procurador Marcos Braid pelo empenho em possibilitar essa reunião”, finalizou o presidente da OAB Maranhão, Thiago Diaz.

Ao final da reunião, o Prefeito Edvaldo Holanda agradeceu a entrega dos projetos, se manteve sensível à Ordem e se comprometeu em enviar o quanto antes, os projetos para a Câmara Municipal, onde será apreciado e votado o quanto antes. Além de Thiago Diaz, Bruno Diaz, Rômulo Chagas e do Prefeito Edvaldo Holanda, estiveram presentes na reunião: o Procurador Municipal, Marcos Luís Braid e a Presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela.

Universitario é baleado por militares ao ser confundido com bandido

A vítima foi atingida, entre outras regiões do corpo, no testiculos

O universitário do curso de direito da Unibalsas – Faculdade de Balsas, Rodolfo Ernesto Szepainski Junior foi baleado diversas vezes por um grupo de policiais militares, depois de ser confundido com um assaltante. O ocorrido aconteceu no bairro Veneza, na cidade de Balsas, na noite desta quarta-feira, 22.

Rodolfo Ernesto, que foi atingido no braço, cabeça, coxa e testículos. O jovem foi socorrido por bombeiros e levado para o Hospital Municipal Dr. Rosy Kury (Balsas Urgente). “Estou muito triste, até pelo fato de não ter mais filhos, porque perdi meus testículos”, ressaltou a vítima.

Segundo informações obtidas, não houve a abordagem policial, simplesmente, ele foi alvejado com cerca de 20 disparos de arma de fogo, feito por policiais em motocicletas, no momento em que voltava do trabalho para casa, na rotatória próximo de sua residência.

A Polícia Militar do Maranhão abrirá uma sindicância para apurar a conduta dos policiais militares para se houve excesso policial “abordagem”. Os PMs, vão responder pelo crime de homicídio doloso, quando há a intenção de matar e podem perder a farda.

Nas redes sociais, Rubens bate Braide em popularidade 

_Pré-candidato do PCdoB tem 118,2 mil de fãs e seguidores nos seus perfis sociais contra 95,4 mil do adversário do Podemos_

Depois de crescer 100% no número de buscas no Google, demonstrando interesse das pessoas pelo seu nome e após aparecer em segundo lugar nas intenções de votos – com o apoio de Lula e Flávio Dino, em um dos cenários da pesquisa Datailha, o deputado federal licenciado Rubens Júnior, tem mais um motivo para comemorar: a popularidade digital dele é a maior que a do seu principal adversário, Eduardo Braide (Podemos).

Os dados que revelam a popularidade do pré-candidato do PCdoB à Prefeitura de São Luís junto à opinião pública digital fazem parte de um estudo realizado pelo blog, semelhante ao que o Instituto Quaest Consultoria e Pesquisa utiliza para medir o Índice de Popularidade Digital (IPD) dos políticos no país.

No levantamento, o blog levou em consideração apenas os dois principais pré-candidatos que devem representar a esquerda e direita nas eleições deste ano podendo se enfrentar, inclusive, no segundo turno da disputa. Para isso, listou, por ordem de seguidores, os perfis de Rubens e Braide nas redes sociais.

Com a pandemia do coronavírus monopolizando as atenções de todos em meio à contagem crescente de contaminados, a popularidade no meio digital é um fator que ganha ainda mais relevância já que existe a previsão de uma campanha ainda mais virtual, remota, centrada nas redes sociais e com pouco ou nenhum contato direto com os eleitores.

Nesse quesito, o prefeiturável do PCdoB leva uma vantagem maior que o adversário do Podemos. Às 23h de ontem, Rubens alcançou 118,2 mil de fãs e seguidores nos seus perfis sociais no Twitter, Facebook, Instagram.

Esse número representa uma diferença de 22,8 mil que o total de aliados digitais de Braide que possui 95,4 mil na soma de todas as plataformas nas redes sociais.

Comparação em números

No Twitter
O estudo mostra que Rubens é mais “eficiente” no Twitter que Braide. O pré-candidato do PCdoB tem 18,2 mil seguidores contra 1,23 mil do adversário.

No Facebook
Única plataforma em que o concorrente leva uma pequena vantagem: São 52.983 mil internautas seguindo Rubens Júnior contra 54.521 do oponente.

No Instagram
Rubens tem 47,1 mil seguidores contra 39,5 mil seguidores de Braide.

São Bento: Dino não realizou pedido de auxílio emergencial e pede investigações

O pré-candidato a prefeito de São Bento, Dino Penha, realizou ontem, 21, diversos pedidos para investigar uma possível fraude usando seu nome no recebimento do Auxílio Emergencial, do Governo Federal.

Matérias divulgadas exaustivamente pelos seus opositores mostraram documentos que o pré-candidato teria realizado o pedido e recebeu o auxílio emergencial, o que não é verdade. Dino disse que não recebeu nada em sua conta e por isso pediu investigações.

Ele também realizou um Boletim de Ocorrência, afirmando que recebeu a informação e que ela não procede, o que pode ser uma fraude por parte de opositores para embaraçar a opinião de eleitores, pois ele lidera todas as pesquisas em São Bento.

Dino também consultou os gerentes dos bancos para mostrar que não existiu nenhum recurso que caiu em suas contas indevidamente e garantiu que não realizou nenhum pedido ao Governo Federal. O pré-candidato prepara, para as próximas horas, uma nota oficial onde irá falar mais sobre o assunto.

Fraudes

Aliados do pré-candidato levantaram uma série de questionamentos, que levantam suspeitas sobre esse pedido. Um deles é o fato de Dino Penha aparecer como sendo morador de São Luis, o que não procede pois todos os seus documentos estão em endereços de São Bento.

Uma segunda suspeitas é o fato de alguns dos seus opositores divulgarem prints que deveriam ser tirados apenas pela pessoa que pediu o auxílio e informações confidenciais que só a pessoa teria como entrar.

Fonte: Jailson Mendes 

Instituto Social e Cultural Raíssa Mendonça será criado para assistir população LGBT

Pensado para prestar assistência a indivíduos em situação de vulnerabilidade social pertencentes à população LGBT, de todas as faixas etárias, desde que demonstrem a necessidade de serem orientados e acolhidos, o Instituto Social e Cultural Raíssa Mendonça, com sede em São Luís do Maranhão, pretende ser uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, concebida também para amparar pessoas pertencentes a essa comunidade oriundas do sistema prisional maranhense.

As ações, sejam estas de curto ou longo prazo, serão postas em prática em parceria com órgãos públicos e privados e executadas em uma Casa de Acolhimento, local onde os assistidos receberão alimentação, apoio psicológico, jurídico, médico e orientação profissional, com a possibilidade de encaminhamento para ingresso em cursos profissionalizantes.

A Casa de Acolhimento será um ambiente que, entre outros benefícios, garantirá a integridade física e psicológica dos assistidos, com respeito total aos seus direitos, para minimizar as conseqüências das situações de opressão e vulnerabilidade social a que eles estão sujeitos, uma vez que a maioria convive com o preconceito, a intolerância e a negação de sua identidade social, encontrando, inclusive, muitos obstáculos para sua inserção no mercado de trabalho.

O projeto leva em consideração, ainda, o impacto negativo do isolamento social em decorrência da pandemia do novo coronavírus, que é maior entre a população LGBT, conforme dados preliminares de uma pesquisa realizada pelo coletivo #VoteLGBT em todo o Brasil.

Os recursos empregados no projeto do Instituto Social e Cultural Raíssa Mendonça serão oriundos, em um primeiro momento, da comercialização da obra literária “O Outro Lado da Maçã”, um romance de autoria do jornalista Evandro Júnior e que narra trajetória de vida e de luta da transexual idealizadora da entidade. Os exemplares estão à venda na Livraria e Espaço Amei do São Luís Shopping.

Além disso, o Instituto Social e Cultural Raíssa Mendonça contará com a ajuda da iniciativa privada, do poder público e de pessoas físicas que se sensibilizam com a difícil realidade da comunidade LGBT em situação de vulnerabilidade.

Desse modo, a Casa de Acolhimento do Instituto Social e Cultural Raissa Mendonça pretende oferecer um ambiente de acolhimento e empoderamento, por meio de uma assistência ampla, empática e humanizada.

Rubens Júnior faz pré-campanha híbrida entre presencial e online

Pré-candidato do PCdoB usa corpo a corpo e criatividade virtual para consolidar nome na capital

O ineditismo de uma campanha eleitoral sob uma pandemia vem exigindo adaptações de pré-candidatos e eleitores, que devem protagonizar um pleito municipal marcado por criatividades, além das já habituais. O cenário atípico trouxe impacto desde a fase de propagandas até os resultados.

Enquanto a imunização coletiva para conter a disseminação do vírus não é realidade, os postulantes adotaram protocolos rígidos de higiene. O deputado federal licenciado e ex-secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior, pré-candidato do PCdoB à Prefeitura de São Luís, adotou um sistema híbrido na pré-campanha, com atividades presenciais, no corpo a corpo, e online.

Diante da pandemia da Covid-19, as redes sociais do pré-candidato ganhou cada vez mais espaço no cenário político, sendo ainda mais essenciais para as campanhas eleitorais na Capital. As ferramentas digitais, no entanto, não substituíram as abordagens no corpo a corpo, principalmente em bairros periféricos, por conta das desigualdades sociais que ainda impedem muitos ludovicenses de sequer terem acesso à internet, realidade que Pereira Júnior pretende mudar.

Desde o inicio do mês passado, Rubens aproveita a fase de pré-campanha para cumprir um cronograma de visitas aos bairros, tomando todas as medidas preventivas devido à pandemia. Para isso, ele e sua equipe vem seguindo as regras estabelecidas pelas autoridades sanitárias.

“Os cuidados com a saúde, por causa da pandemia de Covid-19, estão sendo observados com muita responsabilidade e acredito que a campanha eleitoral de 2020 será de criatividade”, disse.

*Sem aperto de mão e aglomeração*

Rubens Júnior também aposta em uma eleição “diferente de todas que já existiram” ao excluir situações típicas em campanha eleitoral: abraços, apertos de mão, aglomeração, tudo que a pandemia impede. “O ser humano possui capacidade de se adaptar a determinadas situações, como essa que estamos vivendo, mas o processo eleitoral irá acontecer, muito embora a data tenha sido alterada, por isso enquanto pré-candidato precisamos nos adequar a atual realidade”, disse Rubens.

E justamente por conta dessa realidade, diariamente, adotando as medidas devidas, Rubens não tem descuidado no chamado corpo a corpo, marca registrada na política tradicional. As reuniões no período matutino, geralmente são marcadas pela realização de um café da manhã tendo como anfitrião um pré-candidato a vereador da coligação formada, até o momento, além do PCdoB, pelo PP, DC, PMB e Cidadania.

Em razão do volume de campanha, que vem em uma crescente, às reuniões com representantes de associações e entidades de bairros também tem acontecido com frequência, sem contar, ainda, com as inúmeras declarações de apoio, situações que evidenciam o crescimento gradativo no projeto do jovem socialista rumo à Prefeitura de São Luís.

Paralelo às reuniões nos quatro cantos da capital maranhense, as ferramentas digitais também estão sendo usadas para completar a estratégia de campanha. Nesse período, Rubens já realizou plenárias virtuais com especialistas, lives com convidados, incluindo vereadores e pré-candidatos. Além disso, a versão Diálogos por São Luís, também ganhou uma versão virtual para ouvir ideias da sociedade para formação do plano de governo.

Rubens Júnior deve eleger maior número de vereadores em 2020

_Partidos que apoiam pré-candidato do PCdoB discutem ‘teto’ e ‘piso’ de votos para postulantes à Câmara_

Com apoio de cinco partidos – PCdoB, PP, DC, CIDADANIA, PMB, e com provável chegada do PT, o deputado federal licenciado Rubens Júnior, deve eleger o maior número de vereadores nas eleições deste ano, conforme análise do jornalista Jorge Vieira em seu blog.

De acordo com a publicação, os partidos que compõe a maior formação política eleitoral desta pré-campanha até aqui têm em suas fileiras pré-candidatos que representam os mais variados setores e interesses das comunidades de São Luís. São nomes que estão alinhados com os eleitores ludovicenses, que detém a simpatia e estão afinados com a população, e conhecem com profundidade os problemas e demandas dos bairros onde exercem a política.

‘TETO’ E ‘PISO’
O fim das alianças entre partidos nas eleições proporcionais está exigindo das lideranças partidárias um esforço matemático na hora de montar a chapa de candidatos a vereador, principalmente, na capital maranhense, onde a disputa é mais acirrada. Como as siglas vão ter que contar somente com a votação obtida por elas, muitas estão estabelecendo perspectivas máximas e mínimas de voto para quem quiser concorrer.

Essas exigências não são à toa. Elas ocorrem, porque os partidos terão que concorrer às eleições para vereador sem a ajuda de outros partidos, e esse será um desafio maior ainda para os nanicos. Antes, com as coligações, os partidos pequenos tinham mais chances de eleger seus candidatos, porque eram “puxados” por outros de partidos maiores. A regra é novidade em 2020.

ESTRATÉGIAS
A partir de agora, além de atingir o quociente eleitoral, os candidatos terão que alcançar, individualmente, pelo menos, 10% desse quociente para poder ocupar a vaga de vereador.

As novas regras fazem com que os partidos, em geral, busquem candidatos competitivos. Nesse jogo matemático, as legendas de pequeno, médio e grande porte estão estabelecendo um “teto” ou um “piso” de votos para os seus quadros. A articulação busca principalmente um equilíbrio entre aqueles que têm mandato e, naturalmente, largam em vantagem, e os que não têm..

200 CANDIDATOS À CÂMARA
A novidade tem forçado as legendas a montar chapas completas, e que atinjam o quociente eleitoral para conquistar vagas na Câmara Municipal. Com isso, o próximo pleito terá um número maior de candidatos a vereador, sendo que 200 destes postulantes deverão concorrer por partidos que já declararam apoio a Rubens.

Historicamente, as candidaturas majoritárias ajudam nos votos da chapa de vereadores, tanto pelo voto na legenda do candidato a prefeito, quanto pelo voto em candidatos a vereador que estejam alinhados a ele.

Isso, na visão do deputado federal Márcio Jerry, presidente estadual do PCdoB, pode fazer a diferença. Ele tem participado ativamente das conversas e costuras políticas que envolvem a pré-candidatura a prefeito de Rubens Jr. Na visão do líder partidário, esta composição poderá eleger com tranquilidade 10 vereadores na eleição deste ano.

“Temos o melhor nome na disputa majoritária. De passado limpo, atuação parlamentar testada e aprovada quatro vezes nas urnas, Rubens possui atributos da boa prática política. Contamos também com uma ampla coalizão partidária e social, com excelentes nomes na disputa pela Câmara Municipal, com forte inserção nas comunidades de nossa capital. Com tranquilidade vamos eleger 10 ótimos nomes para a Câmara de Vereadores, portanto temos uma pré-candidatura pra valer, pra vencer”, disse.